#emater

BELO HORIZONTE (22/3/2018) – O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), e a Embrapa lançaram nesta quinta-feira (22), em Belo Horizonte, o Programa Estadual de Incentivo ao Uso Eficiente de Corretivos e Fertilizantes (Fertiliza Minas). Previsto para ser desenvolvido no período de dois anos, o programa vai mapear e reunir os dados de fertilidade de solo de todas as regiões do estado.

As ações serão desenvolvidas em cooperação técnica com as instituições vinculadas da Secretaria de Agricultura (Emater-MG e Epamig), todas as unidades de pesquisa da Embrapa e a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). A iniciativa visa desenvolver uma plataforma compartilhada de geoinformação, via web e aplicativos móveis, com a recomendação de adubação e correção de solo de lavouras e pastagem, além de ser um instrumento para a elaboração de políticas públicas estaduais e programas incentivos regionalizados.

PROGRAMA FERTILIZA MINAS VAI MAPEAR DADOS DE FERTILIDADE DE SOLO NO ESTADO

Na avaliação do secretário de Agricultura Pedro Leitão, o Fertiliza Minas é projeto avançado de inteligência integrada, que vai disponibilizar informações estratégicas para o produtor rural. “É um trabalho pioneiro no país e carregamos a responsabilidade de fazer dar certo e ser exemplo para os outros estados”, avalia.

Segundo o Chefe Geral da Embrapa Solos, José Carlos Polidoro, a ideia de sistematizar as informações sobre a fertilidade de solo era antiga na instituição, mas, pela magnitude do trabalho, precisava de apoio corporativo, que foi dado pelo Governo de Minas, por meio da Secretaria de Agricultura e suas instituições vinculadas. “Dando certo aqui, este trabalho será exemplo para todo o Brasil”, acredita.

A base de dados de análises de solo da Embrapa será alimentada com informações da Secretaria de Agricultura, Emater-MG e a Epamig. “Nós vamos concentrar esses dados nesse sistema, que será capaz de processar essas informações e fazer um mapeamento da fertilidade do solo com muito mais rapidez e eficiência”, explica o secretário-adjunto, Amarildo Kalil.

Além de orientar políticas públicas, os impactos esperados com o lançamento do programa são a otimização do uso de corretivos e Fertilizantes; o aumento da produtividade; a redução dos impactos ambientais negativos (solo e água) e o aumento da eficiência agronômica no uso de fertilizantes.

Na solenidade de lançamento do programa, também estiveram presentes a Subsecretária de Política e Economia Agrícola da Seapa, Maria Ivone Ramalho dos Santos; o Gerente do Departamento Técnico da Emater-MG, Dirceu Alves Ferreira; o presidente da Epamig, Rui Verneque e o Diretor-Geral do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Marcílio Magalhães.

Fonte: Ascom Seapa

Publicado em: 23/03/2018